História

Mais de dois mil atores, três orquestras e 33 salas do museu Hermitage… Tudo em um só take, ininterrupto! O filme “Russian Ark” (2002), dirigido por Alexander Sokurov, foi o pioneiro nesse quesito – 96 minutos de câmera ligada sem cortes, graças à tecnologia.

O longa é um ótimo exemplo da grandiosidade da Rússia. Poder ver o Hermitage já é o máximo… Junte a isso os figurinos impecáveis e o próprio cinema russo, um dos mais importantes da história. O trecho do filme abaixo ajuda a gente a entrar no clima da nova coleção da GAROA, que foi toda inspirada no país. Olha só:



Comentar este post